Cabrão

from by 6

/

lyrics

É uma lenda: ninguém perdeu.
Uma contenda com nenhum dos meus.
E só me dói o coração na razão
Entre o ventríloquo e de quem é a mão.

De tanto nos queimares
Tu deves ter tanta fé na nossa humanidade.

Mas olha lá ò meu cabrão,
Por cobardia e negação
Vou imaginar-te nesta canção.
Se o primeiro cai, outros seguirão.

Que queres vender,
Que queres interpretar,
Numa verdade tão elementar?
Uma sub-mentira,
Uma quase-verdade,
Uma p’ró ardina,
Outra p’ró chefe de estado.

De tanto nos queimares
Tu deves ter tanta fé na nossa humanidade.
E de tanto insistires deves morrer,
Porque a verdade está morta ao teu lado

Mas olha lá ò meu cabrão
A causa do mal é o teu pequeno senão
Vou exorcizar-te desta canção.
E quando tu caíres, não te acharão.

Olha lá ò meu cabrão!
Olha lá ò meu cabrão!
Olha lá ò meu cabrão!
Olha lá ò meu cabrão!

credits

from Ode ao Dia, released May 2, 2011

tags

license

about

6 Lisboa, Portugal

contact / help

Contact 6

Streaming and
Download help